sexta-feira, 12 de setembro de 2014

Cemitério público é alvo de assaltos em Ibiá


Vandalismos e constantes assaltos ocorridos no Cemitério Santa Cruz em Ibiá, tem deixado famílias revoltadas. 

Nos últimos dias, várias ocorrências, em sua maioria relatando furtos, foram registradas pela Polícia Militar. A intensificação no patrulhamento nas proximidades do cemitério foi uma das medidas adotadas pela PM para combater esse crime.

"As pessoas já passam por um sofrimento tão grande, que é a perda de um ente querido e quando você chega no túmulo vê que foi roubado o sofrimento e tristeza aumentam ainda mais. É revoltante", comentou André, morador do bairro Dona Maroca. Ainda de acordo com André, os infratores quando não roubam, quebram vasos ou arrancam fotografias dos túmulos.

Os roubos, além da dor sentimental, trazem também prejuízos para as famílias. Um jornalista que reside no centro da cidade, teve um vaso furtado do túmulo da família, avaliado em R$ 600. Segundo ele, falta segurança no local. Uma aposentada teve um prejuízo maior, ela contou que marginais roubaram uma cruz e dois vasos de bronze do túmulo da família.

Familiares de falecidos enterrados no local, estão deixando de visitar o cemitério temendo a própria segurança. De acordo com relatos de pessoas que residem nas proximidades do cemitério, é comum ver gente estranha transitando no local.

Uma mulher que mora no bairro Santa Cruz, disse que nos finais de semana, o cemitério fica aberto sem nenhum vigilante, fato que facilita a ação dos criminosos.

O secretário municipal de Obras, Natal Suga, disse que o problema realmente existe e que a Prefeitura vai abrir concurso público em novembro e espera que as vagas de vigias possam ser preenchidas. Atualmente, apenas 17 funcionários trabalham na vigilância de todos os patrimônios públicos da cidade.

segunda-feira, 8 de setembro de 2014

Ibiá completa 91 anos de emancipação política

A cidade de Ibiá celebrou na manhã de ontem (7), seus 91 anos de emancipação política. Durante a celebração, milhares de pessoas acompanharam a apresentação do Desfile Cívico, Estudantil e Social de Ibiá, ocorrido na Avenida José Cambraia. 

O desfile começou por volta das 8 horas e foi aberto pela corporação da Polícia Militar. Uma viatura da Polícia do Meio Ambiente, seguiu na frente, escoltada por motos da PM, conduzindo o boneco da PM e o Leão da Proerd, Programa Educacional de Resistência às Drogas e à Violência.

Sob forte calor, perto dos 31 graus, os participantes, na sua maioria, estudantes das escolas públicas municipal e estadual, retrataram diversos temas durante a apresentação. Cultura, Religião, Meio Ambiente entre outros, foram temas destaques no desfile.

Como acontece em todos os anos as fanfarras das escolas Árcade, Pedro Dias e São José receberam elogios do público.
"Eu adoro fanfarras e fiquei muito impressionado com que vi. O desfile ficou muito bom e todos estão de parabéns," comentou Raimundo, morador da cidade de Rio Paranaíba.

A cada comitiva que passava, um tema era abordado. A importância da reciclagem de lixo foi lembrada no desfile, assim como o valor e importância de economizar água, um recurso natural que está se esgotando a cada dia.

Lutas de capoeira, representada pelos alunos do professor Magela, as danças dos Congos e Moçambique, lembraram a forte cultura ibiaense.

O Clube do Cavalo de Ibiá levou para a avenida cavaleiros e amazonas e seus animais, representando as cavalgadas realizadas na cidade e região. 

O desfile terminou por volta das 11 horas, em frente ao coreto central da Praça Santa Cruz, onde os participantes foram recepcionados pelo prefeito municipal, Hélio Silveira (PP) e demais personalidades política e social de Ibiá.

As comemorações não ficaram somente por conta do desfile. Um encontro de carros antigos movimentou a praça Santa Cruz. Quem transitou na Avenida Carlos Fulgêncio, ao lodo do prédio do Fórum, pôde viajar pelo túnel do tempo. Fusca, Maveric, Opala, Caravan entre outros modelos, atraíram os olhares daqueles que são "loucos" por automóveis.
"Foi muito bom o desfile mas, o que me agradou mais foi a exibição dos carros antigos. Já tive um Maveric vermelho, tinha loucura pelo carro, mas infelizmente não tive condições de mantê-lo," disse um visitante da cidade de Campos Altos.

Logo após o desfile, um grande público prestigiou a dupla ibiaense, Rogério e Michele, que fizeram uma apresentação no palco da Feira Livre, onde cantou grandes sucessos da música brasileira, nos mais variados estilos.  

O desfile, ao todo, agradou a maioria do público. Temos que parabenizar todas as pessoas que organizaram o evento, pelo empenho e dedicação e todos aqueles que participaram, principalmente as crianças, que sempre onde estão é motivo de alegria para todos. Algumas crianças precisaram deixar o desfile antes do término, em razão do forte calor.

quinta-feira, 28 de agosto de 2014

Motoristas de Ibiá ignoram faixa destinada a pedestres




Para que servem as faixas de pedestres em Ibiá?

Os pedestres de Ibiá que se cuidem! A maioria dos motoristas de Ibiá estão ignorando as faixas de pedestres, colocando em risco a segurança de quem faz a travessia de uma rua ou avenida.

Nossa equipe foi para os pontos mais movimentados da cidade para verificar a situação de perto, e o que registramos foi um festival de infrações. Na Praça Santa Cruz, no início da Avenida José Cambraia, foi o local onde houve maiores registros de infrações.

“A maioria dos motoristas não param. Às vezes tenho que esperar um tempão pra atravessar, simplesmente porque eles não param e muitos deles ainda ficam rindo da gente”, comentou Márcia, moradora do bairro São Benedito.

A legislação é clara: se houver um pedestre na faixa, a espera da travessia, o motorista deve aguardar, exceto em casos onde a via é sinalizada por semáforos. Na prática, contudo, essa legislação não existe. 

Em dias de maior movimento na praça central da cidade, é possível ver motoristas folgados usando a faixa de pedestres pra estacionar seu veículo, impedindo a passagem das pessoas.

Até mesmo na porta de escolas o desrespeito existe. Jovens e crianças são obrigados a disputar a faixa de pedestre com carros e motos. 

“Falta muita educação a certos motoristas. Se uma viatura da polícia ficar aqui na porta da escola, muitos motoristas serão multados”, comentou o pai de um aluno que estuda na Escola Dom José Gaspar e que preferiu não se identificar.

De acordo com o Código de Trânsito Brasileiro (CTB), desrespeitar a faixa de pedestre é uma infração gravíssima, que gera sete pontos no prontuário do condutor e multa de R$ 191,54.

As infrações não são cometidas somente por motoristas. Muitos pedestres também ignoram o espaço destinado a eles e fazem a travessia longe da faixa, colocando em risco sua própria segurança.

Faltam faixas de pedestres em Ibiá

Av. Bartolomeu de Paiva
Outro problema grave em Ibiá é a falta de faixas de pedestres. Duas importantes avenidas da cidade estão desprovidas das faixas. Na Avenida Bartholomeu de Paiva, local onde estão concentrados vários pontos comerciais, não existe nenhuma faixa de pedestre. Na Avenida Tancredo Neves, local onde se concentra, na maior parte, imóveis residenciais, também não conta com nenhuma faixa. As pinturas das faixas de pedestres são de responsabilidade da Prefeitura Municipal.

Atropelamento

No início da tarde de ontem (27), uma jovem estudante, foi atropelada na Avenida José Cambraia, próximo a Escola Dr. Pedro Dias. Ela recebeu os primeiros socorros ainda no local, foi levada para Santa Casa, onde foi medicada e em seguida transferida para um Hospital na cidade de Uberaba. 

quarta-feira, 20 de agosto de 2014

Jovem morre prensado em máquina agrícola na zona rural de Ibiá


Um acidente de trabalho, ocorrido na tarde de ontem (19), em uma fazenda no distrito de Tobati, zona rural de Ibiá, acabou tirando a vida de um jovem de 19 anos.

Luiz Henrique da Silva, natural de Campos Altos, morreu após cair em um misturador de silo, acoplado em um trator.  De acordo com a Polícia Militar, o rapaz morreu ao ser prensado pelas barras do misturador contra a parede do equipamento.

O fato aconteceu por volta da 17 horas e um rapaz que trabalhava em outro local da fazenda, foi quem encontrou o corpo de Luiz. Ele percebeu que o trator, que manuseava o equipamento, estava um longo período ligado, fato que não é comum nesse tipo de serviço, e resolveu verificar de perto. Quando chegou próximo do maquinário, encontrou Luiz já sem vida, caído dentro do misturador.

A Polícia Militar foi acionada e após isolar o local, solicitaram a presença do IML , uma equipe de perícia e o Corpo de Bombeiros de Araxá para darem seguimento aos trabalhos de praxe. Soldados do Corpo de Bombeiros precisaram desmontar o maquinário para retirar o corpo do jovem.

O rapaz que encontrou o corpo de Luiz estava bastante abalado e triste com a perda do colega. Ele disse que Luiz era uma pessoa tranquila e de fácil convivência e não soube dizer o que teria provocado o acidente.

Luiz era casado e deixou uma filha de quatro meses de idade. O corpo de Luiz foi removido para o IML de Araxá, para que fossem tomadas as devidas providências e em seguida liberado para os familiares.

O caso será investigado pela Polícia Civil de Ibiá.

MORTE NA CADEIA DE PERDIZES

Um homem identificado como T.A.G.S., de 28 anos, natural de Ibiá, que cumpria pena no presídio da cidade de Perdizes, foi encontrado morto dentro da cela em que estava na madrugada da última segunda feira (18). O corpo do detento foi encontrado por volta da 1 hora da manhã por agentes penitenciários. O corpo foi levado para o IML de Araxá onde foi necropsiado e em seguida liberado para o sepultamento. O caso esta sendo investigado pela Polícia Civil de Perdizes.